Abrangência do Senalba Ponta Grossa: Intermunicipal; Base Territorial: *Paraná*: António Olinto, Arapoti, Carambeí, Castro, Cruz Machado, Curiúva, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Imbaú, Imbituva, Ipiranga, Irati, Ivaí, Jaguariaíva, Mallet, Palmeira, Paula Freitas, Paulo Frontin, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Porto Amazonas, Prudentópolis, Rebouças, Reserva, Rio Azul, São João do Triunfo, São Mateus do Sul, Sengés, Teixeira Soares, Telêmaco Borba, Tibagi, União da Vitória e Ventania.



Atenção

Informamos que a partir de 01/01/2018 as homologaçðes serão cobradas.

O valor será de R$ 50,00 reais pago pela empresa por empregado desligado em qualquer modalidade.

Notícias

E se você recebesse uma herança de US$ 100 mil? Posted on 15 Jul 2014 by Fabiana
Comprar uma casa é uma das escolhas financeiras mais comuns que as pessoas fazem quando recebem uma herança, mas é preciso avaliar os custos para mantê-la O que você faria se de repente recebesse US$ 100 mil, para fazer o que quisesse, sem restrições? Para a maioria de nós, é uma pergunta hipotética. Para Peter Brooks foi uma situação real, há alguns anos. Depois da morte prematura de um antigo amigo com câncer de pâncreas, um advogado ligou para Brooks e lhe disse que havia um cheque de US$ 107 mil, já descontados os impostos, esperando por ele. Com US$ 30 trilhões destinados a mudar de mãos de uma geração a outra nos próximos 30 anos, muitos outros vão se encontrar em situação similar. Alguns vão receber apenas trocados e outros, milhões de dólares, com a herança média ficando entre US$ 50 mil e US$ 100 mil, de acordo com uma pesquisa da Interest.com. Ter de administrar recursos inesperados, à primeira vista, pode parecer maravilhoso, mas certamente é um desafio financeiro. A reportagem pediu a especialistas em finanças para que avaliassem as decisões beneficiários de três diferentes tipos. Para Brooks, consultor de marketing, de 55 anos, da área de San Francisco, o dinheiro melhorou sua qualidade de vida significativamente. De início, ele depositou o cheque em uma carteira administrada de investimentos que seu banco recomendou. Isso foi logo antes da crise do mercado financeiro em 2008. Frustrado por ver seu portfólio estagnado, sem sair do lugar, Brooks decidiu passar seu dinheiro para certificados de depósitos, o que se revelou uma escolha acertada. "Quando o mercado entrou em crise, pensei: Uau! Devo ter um anjo da guarda", conta. Brooks decidiu que o mercado imobiliário era o maior risco que ele tolerava e encontrou uma antiga casa vitoriana que acabou comprando para morar, perto de Vallejo, por US$ 97 mil. De fato, comprar uma casa é uma das escolhas financeiras mais comuns que as pessoas fazem quando ganham algum dinheiro inesperado, segundo Susan Bradley, planejadora financeira e fundadora do Sudden Money Institute, em Palm Beach Gardens, Flórida, especializado em ajudar pessoas a administrar riquezas recém-recebidas. "Se sua herança aumentar sua sensação de segurança e de moradia, é realmente algo ótimo para se fazer com o dinheiro", afirma Susan Bradley. Mas, ela adverte que comprar um imóvel apenas funciona se houver condições de lidar com os custos de manutenção da casa, o que Brooks conseguiu sem grandes problemas. Em contraste, John Kerecz, engenheiro ambiental, 52 anos, em Harrisburg, Pensilvânia, optou por uma onda de gastos depois de herdar cerca de US$ 160 mil, além de uma casa já dilapidada, quando seu pai morreu há cerca de dois anos. Como seu pai tinha a papelada em ordem, Kerecz conseguiu acesso rápido ao dinheiro. Contratou um advogado por recomendação de um amigo familiar, conseguiu o atestado de óbito e recebeu o pagamento da seguradora em questão de semanas. Ele, então, embarcou em uma série de viagens pela Europa, Nashville e Nova Orleans com sua mãe, que estava com a saúde enfraquecida, e acabou gastando cerca de US$ 100 mil. O que sobrou foi usado em uma nova casa para Kerecz e sua mãe, que agora sofre de demência. Ele tenta vender a casa original de seus pais e pretende investir os recursos da venda. "Eu me senti mal por ter meio que acabado com o dinheiro, mas eu queria que minha mãe gozasse dos benefícios em vida enquanto ela podia", afirma. Pode parecer irresponsável, mas usar a herança para criar memórias tem seu valor intrínseco, destaca Susan Bradley. Ela ressalta, contudo, que, às vezes, é possível atingir esse objetivo sem gastar US$ 100 mil. Ela disse ter instruído Kerecz a pensar melhor para encontrar alguma forma de criar essas memórias com apenas US$ 60 mil. Muitos herdeiros podem passar ainda mais dos limites, em especial se o dinheiro chegar quando são jovens. Richard Rogers, consultor financeiro do grupo Stephens Client, em Little Rock, Arkansas, teve um cliente que herdou uma soma significativa aos 25 anos e insistiu em comprar um carro de US$ 80 mil. "Tentei dizer-lhe que se ele poupasse esse dinheiro por alguns anos, poderia comprar um carro muito melhor. Mas não se pode dizer a alguém o que fazer", diz Rogers. O conselho também teria caído bem para Carmen Belcher que, aos 22 anos, herdou inesperadamente US$ 300 mil de seu pai, de quem estava afastada. O dinheiro chegou rápido, porque seu nome estava nas contas bancárias do pai e ela estava listada como beneficiária de seus benefícios como veterano de guerra. Carmen, responsavelmente, pagou seus créditos universitários e, então, mudou-se de Missouri para Nova York, para estudar jornalismo. Ela usou o que havia restado para se manter. Agora, oito anos depois, o dinheiro acabou. Ela atribui isso, em parte, ao fato de não ter sido sensata em seus gastos em Nova York e, em parte, porque o dinheiro não foi investido da melhor forma por um assessor bancário em Missouri, que foi o primeiro a ajudá-la a gerir os recursos. "É triste quando as pessoas não pensam em tudo e, antes que se perceba, se foi", diz Bill Benjamin, executivo-chefe do U.S. Bancorp Investment Inc. O ideal a ser feito é esboçar um plano financeiro antes de começar a recorrer a sua herança, diz, e transformar o que poderia ser um sonho em pesadelo. Embora Carmen Belcher ache que ela está melhor do que antes - ela desenvolve sua carreira como editora de moda em Nova York -, no geral, a experiência foi negativa. "Não pude calcular o volume de dinheiro. Se isso tivesse acontecido com uma idade mais avançada, teria tido mais conhecimento", diz. Fonte: http://www.gestaosindical.com.br/
  1 Comentários
 
by Paul @ 10 Feb 2016 10:35 pm
승기, 너무 귀엽지 않아요?? ㅎㅎ작년에 한국에 있을 때 즐겨보던 TV 프로 중에 하나에요. 1박 2일!!다음 주에 같이 이 노래 불러 볼까요??No es chulo SeungKi?? jeje..El af1o pasado, caundo estuve en Corea ese programa es uno de mis favoritos de tele. 1bak 2il..!!Que9 les parece que cantemos esa cancif3n el se1bado que viene??
Name: Remember me
E-mail: (optional)
Smile:smile wink wassat tongue laughing sad angry crying 
Captcha
CAPTCHA, click to refresh
Powered by CuteNews

Contate-nos

Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais Recreativas de Assistência Social de Orientação e Formação Profissional de Ponta Grossa
Rua Professor Bruening, 120
Ponta Grossa, PR 84020-160
F:(42) 3222-7468 / FAX: (42) 3223-7207
E: senalbapg@gmail.com.br E: senalba@senalbapg.com.br

Fale Conosco »



UniCesumar

1ª mensalidade: 10% (Pontualidade) +20% (Comercial)! A partir da 2ª mensalidade entra o desconto pelo convênio firmado: 10% (Pontualidade) +10% (Convênio)


Sede Centro

Estamos localizados na Rua Professor Bruening, 120 em Ponta Grossa - PR.
Agende seu Exame Demissional e Admissional pelo Telefone: (42) 3222-7468, Exames todas Terças / Quartas e Quintas-feiras À  partir das 15h30.